Sem ir ao médico, homem morre mais cedo que mulher


Cláudia Pinho, do R7

Homem não chora. Homem não sente dor. Homem é forte. Desde criança, os homens se habituaram a acreditar nessas célebres frases ditas pela sociedade. E pelos próprios pais.

Muitos levam essa teoria tão a sério que se sentem verdadeiros super-homens. Acima do bem e do mal, e da própria saúde. Esse é um dos principais motivos culturais que fazem com que os homens fujam dos médicos como o diabo da cruz. Outro, menos heroico, é que eles sentem medo. Medo de que os doutores de branco descubram alguma doença adormecida nesses corpos de “aço”.

Mário Paranhos, do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de São Paulo, diz que “não ir ao médico dá segurança psicológica. Mas a realidade é outra”. De fato, a realidade é bem diferente. Pesquisas do Ministério da Saúde mostram que, do total de pessoas entre 20 e 59 anos que morrem no país, 68% são do sexo masculino. E mais, de acordo com o IBGE, os homens vivem, em média, sete anos a menos do que as mulheres.

Para tentar reverter esse quadro, o Ministério da Saúde lançou há dois meses a Política Nacional de Saúde do Homem que, entre outras medidas, pretende levar 2,5 milhões de brasileiros aos consultórios médicos e aos laboratórios.

Segundo o secretário de Atenção à Saúde do ministério, Alberto Beltrame, “nosso objetivo é inserir o homem na atenção básica. Ao ampliar o acesso aos serviços de assistência integral à saúde, a iniciativa contribuirá de modo efetivo para a melhoria das condições de vida dessa população”.

Com um investimento de R$ 613,2 milhões até 2011, a meta é aumentar os números de vasectomias, ultrassonografias de próstata e cirurgias na rede pública de saúde. Além de capacitar um maior número de profissionais no atendimento ao sexo masculino e investir em educação e comunicação.

…………………………………………………………

Não façam automedicação e nem fiquem procurando sintomas, nem recomendações médicas na internet. Procurem um médico.

Independente dos sintomas que sentirem é qualquer situação é melhor procurar um clínico e um especialista.

Anúncios

Grato por sua participação!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s