Questão de princípios


Um dia, deixando seu humilde sítio para trás, Odlav foi ao centro da cidade encontrar um sábio mestre. O mestre, o recebeu com um sorriso largo e um abraço afetuoso. Após horas de diálogo sobre as questões do caráter, alma, obras nobres, supressão de desejos proibidos, entre outros temas calorosos; Odlav ouviu do mestre:

– Não importa o que seja. Quando você esquece é por que não era importante.

Odlav quis questionar, balbuciou. Mas, não se a treveu a dizer palavra.

Na volta para o seu lar, pegou um ônibus vazio e sentou-se prazeirosamente a ver as paisagens. Desfrute que tanto gostava de fazer quando ia ao centro da cidade. Nos últimos 2/3 da viagem o ônibus lotou. Odlav pensou no erro que cometera; sentou-se logo depois das cadeiras reservadas aos idosos. Ao findar o pensamento uma velhinha observou que as cadeiras reservadas aos idosos estavam todas ocupadas por velhinhos. Instantaneamente, Odlav levantou-se e ofereceu o lugar.

Todos pareciam querer andar naquela linha – COR13. No último 1/4 da viagem a velhinha comentou:

– Tá vendo!? Foi me dar o lugar, viajou aí, sofrendo!

Odlav lembrando-se dos seus princípios e da conversa com o velho mestre disse:

– Pior seria a minha consciência dizendo que eu nego aos meus princípios. Afinal, não podemos esquecer o que é importante.

2007, 20 de junho

Caetano Barata

Anúncios

Grato por sua participação!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s