Preocupação inútil com o efêmero


Não devemos depositar a nossa confiança na força das coisas e dos cargos, pois, elas possuem uma efemeridade relativa as suas propriedades. É como dizer: tudo é passageiro, exceto cobrador e motorista. Algumas coisas duram muito e outras duram muito pouco. Pensamos sobre algumas coisas como se durassem para sempre. Mas, infelizmente não são eternas. Os cargos e suas benesses também não duram para sempre; podem durar e serem muito positivas e até parecerem que durarão para sempre, mas também passam. A arrogância e a pose que se usa quando se confia em algo ou num cargo é interessante. Quando a autoridade do cargo passa ou as forças das coisas desvanecem resta aquela sensação de estupidez.

Talvez você não conheça nada que já tenha “passado”. Uma escola que tivesse o título de a melhor escola da capital ou um clube que fosse considerado o melhor clube de um estado. Mas, ambos cairam da sua pose de o melhor! Existiu uma escola não há muito tempo atrás. A escola Teresa de Lisieux – um colosso de escola. Todos que ali estudavam passavam em vestibular. Mas, a renomada escola teve que olhar para tudo que um dia foi e descobrir sem capacidade de continuar sustentando a posição de a melhor escola. Roberto Jefferson foi deputado por 23 anos e também foi cassado, no fundo, no fundo ele também acreditava ser intocável.

Se você está em alguma posição! Ou se sente o melhor em alguma coisa. Não esqueça que à soberba precede a queda. Não seria justo o uso das sandálias da humildade já que se sente alguma coisa ou alguém importante? Sabemos que às vezes algumas pessoas consideram que a quantidade de vezes que elas já concluíram uma faculdade dá a elas o direito de se sentirem intocáveis e até incapazes de receberem uma consultoria gratuita (conselho). Aqueles que se consideram alguma coisa não sendo nada, engana a si mesmo, pondera o Apóstolo Paulo.

Seria melhor que nós todos tivéssemos um exemplo de humildade. Um exemplo de que a soberba de alguns redundará em nada diante da morte ou da doença. Ou ainda termos a certeza de que naquele Grande Dia – no dia do Juízo Final – ela redundará em sofrimento eterno. É certo que um aviso possui um aspecto funesto, um ar de vingança diante da humilhação que alguns arrogantes e soberbos nos fazem sofrer. Mas, a sondagem do coração pertence a Deus e assim o meu a Deus entrego. Espero que a partir de agora retire a soberba do coração e desça do seu pedestal por que diante de Deus somos todos iguais.

Caetano Barata – Poeta, ativista cultural em Simões Filho, Conselheiro do CEPA, Pedagogo formado pela UNIME/Lauro de Freitas e estudante de Direito na UNIFASS/APOIO.

Anúncios

Grato por sua participação!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s