Leandra Felipe – Correspondente da Agência Brasil/EBC Edição: Beto Coura

Os Estados Unidos e a Organização das Nações Unidas (ONU) condenaram os atentados suicidas cometidos hoje (20) por extremistas do grupo Estado Islâmico contra mesquitas no Iêmen. O ataque provocou a morte de 142 pessoas. “Condenamos veementemente” os ataques, disse o porta-voz do governo norte-americano, Josh Earnest.

Em comunicado divulgado pelo porta-voz Farhan Haq, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, “condenou firmemente os atentados terroristas”.

Ban Ki-moon pediu aos integrantes do Estado Islâmico que “parem imediatamente qualquer ato hostil e exerçam a máxima contenção”, respeitando “o compromisso para resolver as diferenças pacificamente”, como parte da mediação do enviado da ONU, Jamel Benomar.

Além dos 142 mortos, os ataques deixaram pelo menos 350 feridos.

Anúncios