Há uma crise…


brasil-econmico-5-728No começo do ano, o professor Cristiano Pedreira construiu um artigo, o título era: O PREÇO DA CEBOLA. Neste mês o pão integral, o qual, aos sábados comprava, sumiu das prateleiras. Mas, entrando num super do centro de Salvador, encontro várias estantes de pães de diversos grãos e tipos. Ora, como podemos entender que a empresa produtora está no Cia ou na entrada de Salvador e derrepente não encontramos pães? Segura aí! Em 2013 foi um sobe e desce, até eu andei de avião. Outros tantos pobres que sempre andaram, andaram até para a Europa e Estados Unidos.

Pense aí! Com tanto crédito , com tantos prazos a pagar com a procura de carros, celulares, geladeiras, Tvs pergunte-se: temos matéria prima para tanta produção? A resposta é: temos, mas, não é para sempre. Se 1% das pessoas detém a maior parte das riquezas do Brasil e do mundo, podemos concluir que os ricos recebendo bafejo da ousadia dos pobres. Se como diz Zé Lezin o Brasil sempre foi uma roda gigante, subindo e descendo; acostuma-se mal a condição crescente contínuo. Somos privilegiados? Sim e muito. Afinal, em outros lugares do mundo não se avançou tanto em consumo de produtos duráveis e de primeira necessidade. A crise brasileira das cebolas aos pães é mais política de pizza do que de crise econômica.

O grito de crise! Crise! Crise! Crise! Possui uma salvaguarda: evitar que grandes bancos iniciem seus pedidos de concordata e falência. É muita esperteza para pouca riqueza e muita nobreza na bandeira vermelha, na qual, reclamamos, mas, não falta a cara e a coragem de vender CD, vender DVD, vender celular paraguaio e ainda gritar vai timão, gritar BBMP e Tocar em Frente (Almir Sater), afinal, a vida é muito valiosa para ser comparada a pizza e nosso voto não foi encontrado no lixo… Nosso voto foi conquistado na luta de Selma a Montgomery; e nossa liberdade de cara pintada é mais valiosa que os anseios de permanecer escravo, submisso e calado, enquanto, muitos pensam: É o Brasil não tem jeito! Mas, há uma luz no fim do texto.

Caetano Barata – Poeta, ativista cultural em Simões Filho/Ba, Conselheiro do CEPA. Pedagogo formado pela UNIME/Lauro de Freitas e estudante de Direito na UNIFASS/APOIO. Escreve emhttp://www.simoesfilhoemfoco.com.br ehttp://www.cepabrasilba.org.br

Anúncios

Grato por sua participação!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s