hipocrisiaNão existe vida cristã sem resistência, abnegação e caridade. Mesmo assim você poderá viver todos os anos de sua vida, indo todos os dias aos templos, criticando os pecadores e defendendo suas escolhas contrárias à vontade do Eterno como erros. E se justificando: “Ah quem não cometeu erros… Atire a primeira pedra!” Ou bradando contra os fracos: “Faça isso, não faça assim. Isso não pode, retire aquilo de vosso meio…” Mas, em vossas vidas? A imoralidade é raiz frondosa a comprometer toda a fazenda do administrador que está por vir.

Denunciar erros alheios? É fácil. Difícil é cumprir a tarefa espetacular do Yeshua: “Vai vende tudo que tens e abençoa a vida dos pobres!” Ah! O jovem rico se foi triste por ser possuidor de muitas posses. Exigir princípios morais alheios, maravilha. Oh Glória. Exigência de superficialidade, roupas, cabelos aparados, estereótipo de beleza europeizada… FANTÁSTICO. Os frutos do Espírito? Mansidão. Domínio próprio! Alegria! O afastar-se de toda impureza… Ah! O nosso amor é como o céu! É ou está longe.

Antigamente, ao menos repetiam, apesar de não cumpri-la. Agora, além de não cumpri-la, ainda orientam para que não a cumpram.

 Caetano Barata – Poeta, ativista cultural em Simões Filho/Ba, Conselheiro do CEPA. Pedagogo formado pela UNIME/Lauro de Freitas e estudante de Direito na UNIFASS/APOIO. Escreve emhttp://www.simoesfilhoemfoco.com.br ehttp://www.cepabrasilba.org.br

Anúncios