Transposição do Rio São Francisco une PT e PSDB

O governo Lula terá grandes dificuldades em 2007 para articular as lideranças políticas nordestinas em favor do projeto de transposição das águas do rio São Francisco, suspenso por força de liminar (decisão provisória) do Supremo Tribunal Federal desde novembro de 2005.Embora tenham sido eleitos no Nordeste três governadores do PT (Bahia, Sergipe e Piauí) e outros três do aliado PSB (Ceará, Pernambuco e Rio Grande do Norte), são os interesses locais, e não questões ideológicas ou partidárias, que dividem as opiniões pró e contra transposição.

Em pelo menos seis estados que têm algum interesse direto no rio, quatro governadore eleitos são favoráveis ao projeto — Eduardo Campos (PSB), de Pernambuco; Cássio Cunha Lima (PSDB), da Paraíba; Cid Gomes (PSB), do Ceará, e Wilma Faria (PSB), do Rio Grande do Norte. Dois são contrários: Teotônio Vilela Filho (PSDB), de Alagoas e Aécio Neves (PSDB), de Minas Gerais.

Na Bahia, um dos estados “doadores” da água, o governador eleito e ex-ministro Jaques Wagner, um dos negociadores do fim da greve de fome do bispo dom Luiz Flávio Cappio em 2005, tem mantido uma posição ambígua, segundo entidades contrárias ao projeto, evitando falar sobre o assunto.

Anúncios

Jaques Wagner anuncia secretariado e promete uma nova Bahia

Salvador – O governador eleito da Bahia, Jaques Wagner, anuncou há pouco seu secretariado, em entrevista à imprensa realizada no auditório do Banco do Brasil, na Avenida 7. Apenas quatro secretarias não tiveram os titulares anunciados – Planejamento, Tecnologia, Administração e Desenvolvimento Econômico.A partir de segunda-feira, o governador e equipe começam a trabalhar na escolha dos nomes que vão compor o segundo escalão.

Wagner disse que não teve dificuldades nas conversações com os partidos aliados e assinalou que a recomendação ao secretariado é de que o trabalho no governo seja feito com humildade, grandeza e sem nenhum espírito de revanche.

“Queremos construir uma nova Bahia. Uma Bahia de respeito à população, de igualdade social, de transparência, de combate à discriminação”, afirmou.

Confira a relação do secretariado:

Casa Civil: Eva Maria Cella dal Chiavon; Gabinete do Governador: Fernando Schmidt; Secretaria da Fazenda: Carlos Martins; Secretaria da Saúde: Jorge Solla; Secretaria de Educação: Adeum Sauer;  Secretaria de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza: Valmir Assunção; Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esportes: Nilton Vasconcelos; Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos: Marília Muricy; Secretaria de Turismo: Domingos Leonelli;  Secretaria de Desenvolvimento Regional: Edmon Lucas; Secretaria de Promoção à Igualdade Racial e de Políticas Públicas às Mulheres: Luiz Alberto Silva dos Santos; Secretaria de Segurança Pública: Paulo Bezerra;  Secretaria da Agricultura: Geraldo Simões; Secretaria de Desenvolvimento Urbano: Afonso Florence;  Secretaria de Transportes e Infra-Estrutura: Antônio Carlos Batista Neves;  Secretaria de Indústria Comércio e Mineração: Rafael Amoedo;  Secretaria do Meio Ambiente: Juliano Matos; Procuradoria-Geral do Estado: Rui Moraes Cruz; Secretaria de Cultura: Márcio Meirelles; Assessor Geral de Comunicação Social: Robson Almeida.

Rejeitadas as contas de Jaques Wagner

Brasília – A Justiça Eleitoral decidiu que aumentaria o rigor na fiscalização das doações às campanhas das eleições deste ano. Com isso, repasses de empresas feitos à campanha do presidente Lula e de, pelo menos, seis governadores eleitos – José Serra (SP), Jaques Wagner (BA), Ana Júlia Carepa (PA), Wellington Dias (PI), Blairo Maggi (MT) e Cássio Cunha Lima (PB) – foram rejeitados pelos técnicos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs).Só em São Paulo, a Procuradoria Regional Eleitoral pediu a reprovação das prestações de contas de 96 deputados federais e estaduais eleitos. O principal problema apontado pelos técnicos são as doações diretas ou indiretas de empresas que mantêm concessões públicas, o que é vedado pela legislação eleitoral.

Valorizando o nosso melhor…